06/08/2018

Teresa Cristina e Carlinhos 7 cordas, um privilégio



Ontem fui assistir “Batuque é um privilegio”, novo show de Teresa Cristina e Carlinhos 7 Cordas no Teatro Net, dedicado a obra de Noel Rosa.
Antes de entrar no assunto, quero avisar aos apaixonados por novos sabores que na lanchonete em frente ao tearo tem um sanduíche de carne assada dos Deuses, feito pela portuguesa dona do lugar e que de quebra apresenta uma vitrine de doces portugueses capaz de tirar qualquer um do regime.
Bom, dando inicio a minha inevitável rasgaçāo de seda, afinal sāo dois grandes amigos meus, o show é sensacional.
Teresa Cristina plena no palco, muito bem dirigida por Caetano Veloso. Sente-se nitidamente um salto qualitativo na sua performance, um estar a vontade, sabendo exatamente o porque de estar ali e, além de estar cantando muito bem, se coloca como uma brasileira atenta as nossas demandas sociais e politicas, chamando a atenção da plateia a todo momento que a musica de Noel, atemporal, nos remete a momentos atuais de nossa vida brasileira.
Carlinhos 7 Cordas nessa versão duo tem a oportunidade de mostrar porque ele é o cara do violão de sete cordas na musica popular, particularmente no samba.
Carlinhos faz muito bem aquilo que muitos nāo gostam de fazer, e outros adoram, inclusive eu, que é acompanhar o cantor, com prazer, deixando de lado performances pessoais, de solista, nada contra.
O sete cordas é um instrumento de intimidade com as escalas, com as notas soltas no acompanhamento, diferente do seis cordas, e o Carlinhos com maestria detém um equilíbrio delicioso nas duas formas. Confiram, nas inúmeras gravações que ele já participou.
“Batuque é um privilegio” é, além de tudo, uma belíssima oportunidade para se ouvir e pensar Noel Rosa, esse é um lucro dos espetáculos de voz e violão. Letra e melodia apresentadas tipo verdade nua e crua. Noel decididamente foi um gênio do seu tempo a caminho da eternidade. Teresa Cristina, Carlinhos 7 Cordas e Noel Rosa, tudo junto, é um privilégio carioca, um privilégio do Brasil. Beijos nos dois.