17/01/2020

UMA RABADA NA VILA DA PENHA





Na última quarta feira posso afirmar que tive um encontro com os Deuses, eu e meu amigo Augusto Martins.
Fomos fazer uma visita a Maiana Baptista e Jane, uma filha, e a outra, viúva de Luiz Carlos da Vila. Estamos armando uma paradinha sobre a obra do Da Vila e era pra ser uma reunião de trabalho.
Acontece que Jane resolveu preparar um almoço para nos receber. Amigo, amiga, você não está entendendo. Quando Jane faz um almoço o mundo para e os Deuses vêm para assistir a cena do preparo na cozinha e o efeito colateral em quem come, igual ao vatapá do Filipe Lima.
Jane cozinha de tudo, mas é especialista na alta gastronomia carioca que eu adoro. Feijoada, tripa a lombeira, fígado, mocotó, macarronada, rabada, entre tantos outros pratos e quitutes onde o seu famoso jiló frito é o seu pièce de résistance, chiquérrimo. Aquilo na realidade é um canapé que tem o jiló como base e quem frequenta a “Feira das Yabás” conhece bem a iguaria.
Voltando ao almoço, Jane preparou pra gente uma rabada, uma não, duas. Ela se deu ao luxo de nos apresentar uma com molho, meio espanholada, e a outra sem molho, com batatas e agrião. Foi dessa última que comi dois pratos, da outra só dois pedaços, não sei como não tombei no sofá depois.
O acompanhamento clássico de arroz, feijão, com direito a pé de porco e polenta, completaram o ritual acompanhado daquelas geladinhas.
Meus amigos e amigas a boa notícia é que esse prazer não é privilégio meu e dos Deuses, está acessível pra qualquer um porque Jane e Maiana fizeram dessa arte um negócio, um negócio de quem adora cozinhar, como eu adoro tocar violão e transformei isso em negócio.
Então minha dica de início de 2020 para aqueles que gostam dessa culinária carioca é essa:
Vai fazer uma festa de família, reunir os amigos em casa, comemorações na tua empresa, o camarim do teu show de samba? Contrata os serviços do “Canto do Jiló”. Depois me conta.
Contato: maianalcv@gmail.com
21 988967873
Fotos de Maiana Batista

Nenhum comentário: