28/11/2015

O violāo do Cláudio Jorge

Deixo de lado a modéstia para tirar onda aqui no blog com as palavras do violonista de 7 cordas, produtor e arranjador Luís Filipe de Lima. Ô sorte!!!

Cláudio Jorge é o cara que inventou a maneira de tocar violão no samba moderno. O cara que soube criar, desenvolver e encaixar levadas de samba também no meio de formações instrumentais mais pesadas, com baixo, bateria, teclado, sopros, sete-cordas, cavaquinho e toneladas de percussão, como passou a acontecer depois da década de 70. Seu violão é o mais classudo que conheço, cheio de energia, criativo, suingado até a alma, sem qualquer floreio desnecessário, que se destaca justamente porque joga para o time, o tempo todo. Isso só no capítulo das levadas, porque Cláudio Jorge é ainda um dos improvisadores mais eloquentes do samba, herdeiro e mestre da escola brasileira de guitarra que tem Zé Menezes, Heraldo do Monte, Hélio Capucci, Neco e Zé Carlos como outros nomes de ponta. Não é à toa que Cláudio já gravou com meio mundo, um recordista de gravações. A brincadeira dos amigos é dizer pra ele: Mamonas Assassinas? Violão do Cláudio Jorge! Madonna? Violão do Cláudio Jorge! Grupo de música tradicional búlgara? Violão do Cláudio Jorge! Pois bem: Cláudio está dando aulas, com base em suas décadas de experiência ao violão e também a partir de um material didático que ele vem compilando e elaborando ao longo dos últimos anos. Uma oportunidade de ouro pra iniciantes, intermediários e sobretudo para profissionais que queiram alargar o universo de possibilidades em seu instrumento. Cláudio é mestre dos mestres. Não percam.”


Nenhum comentário: