02/12/2011


Nossa homenagem a este dia que a cada ano se consolida como mais uma festa popular brasileira
Clique no título para assistir

(Wilson das Neves e Cláudio Jorge)


Samba, universo infinito,
meu momento mais bonito
quando fico enfeitiçado por você.
Samba, você é uma entidade.
Fonte para a eternidade,
de amizade, de cultura e de prazer.
Samba, escola de filosofia,
quase sempre me auxilia
aos mistérios do mundo decifrar.
Samba, é da vida a melhor parte.
O meu guia, minha arte
pra quando eu preciso cantar.


O Samba quando é de verdade nivela por cima,
provoca emoção e carrega na rima
a dignidade dos seus ancestrais.
O Samba transforma o presente e anima a cidade,
é a reta mais curta pra felicidade
trazendo pra gente o que nada mais traz.


No Samba tem tanto preceito
que a gente não pode ser indiferente.
O corpo sacode não tendo noção da poeira que faz.
O Samba me ensina a viver,
por ele até posso morrer.
Com o Samba eu sempre estarei em paz.

Um comentário:

Raphael Farias disse...

Gostei muito do texto Claudio. Gostaria de te apresentar o meu trabalho tbm referente ao samba, é a Samba da Gema , camisas e acessórios no estilo.

www.sambadagema.com.br

Abs