01/05/2018

Piores Momentos





Neste primeiro de maio minha homenagem aos operários da cançāo brasiieira.

Piores momentos
(Cláudio Jorge -
23/04/2018)

A barra ficou pesada
Para a canção brasileira
Resolvi fazer um funk
carioca, dei bobeira
Ficou ruim pra caramba
Apelei pro sertanejo
Que ficou pior ainda
Eu não tenho esse traquejo.

Tentei cantar em inglês
Para ver se a coisa anda
Baby, baby, baby, baby
De novo ruim pra caramba
Me lembrei do compromisso
Que lá atrás eu fiz com os
bambas
Desisti do sacrifício
E acabei fazendo um samba

Nunca mais toquei no rádio
E dou de presente meu novo
CD
Plataforma digital,
Não tem a ficha pra ler
O mercado está difícil
Mas eu não vou desistir
Tenho samba, pandeiro e
viola
E o meu amor para me
aplaudir.

Mas o cara do jornal
Veio me dizer que estou me
repetindo
Melodia de partido
Já se sabe onde vai indo
Perguntei então pra ele
E o Blues?  Quanta emoção.
Sempre a mesma estrutura,
E a mesma harmonia 
Sem reclamação.

YouTube e facebook
Eu tô aqui para catituar
Boto foto no Instagram
Faço de tudo pra me
divulgar
Mas o troco que isso rende
Não aparece, é nenhum
Vou então para a roda de
samba
No bar lá da Lapa
Levantar algum

Quinta feira  finalmente
Lá no estúdio gravação
Pena que é 0800
Tudo bem, é para um irmão.
Ser artista nestes tempos
É viver numa trincheira
É convite, é lista amiga
No meu borderô? Isso é
brincadeira.






































































































































Nenhum comentário: